top of page

Motivação para a mudança


Pelo senso comum, ou as pessoas QUEREM ou NÃO querem mudar, como se a motivação para a mudança fosse um estado definitivo e imutável! MAS SERÁ?

Os autores Prochaska e Di-Clemente (1982), desenvolveram um modelo transteórico que descreve a mudança como um processo vivenciado em diferentes estágios de motivação e prontidão.

Já que a mudança é um PROCESSO, ela é dinâmica, modifica-se no tempo e nas diferentes circunstâncias.


A MOTIVAÇÃO, portanto, é um estágio interno de disposição para a mudança e sofre influência de fatores externos.

O que achou desta explicação?


Até mais! Psi Jéssica Rodriguez

Comentários


bottom of page